Estado de Goiás

Área de Concentração e Linhas de Pesquisa  

 Logo_PPGIELT

Área de Concentração e Linhas de Pesquisa

Área de Concentração: Processos Educativos, Linguagem e Tecnologias

É na área de concentração Processos Educativos, Linguagem e Tecnologias que os campos científicos da Educação e da Linguagem se articulam de maneira interdisciplinar, transversalizados pela comunicação e pelas tecnologias. Nesse âmbito, cria-se um novo espaço de pesquisa e produção acadêmica, gerando, nessa intersecção, novas e amplas possibilidades de intervenção nos processos de ensinar e aprender. O objeto de estudo desta área é constituído, assim, pelas práticas educativas mediadas pelo fenômeno da linguagem como prática social. Essa mediação se dá através das tecnologias como veículos de produção cultural, o que inclui não apenas os aparatos tecnológicos, mas também os processos linguísticos e educativos fundamentais à formação humana. Para alcançar este intento, tanto as disciplinas obrigatórias da área de concentração e das linhas de pesquisa quanto as disciplinas eletivas serão desenvolvidas por duplas de professores das duas linhas que, simultaneamente, trarão às discussões a serem desenvolvidas nas aulas os saberes específicos de seu campo acadêmico, com abertura para incorporar às reflexões as diferentes compreensões de um fenômeno. Embora na estrutura curricular estejam dois ou três docentes elencados para o desenvolvimento de cada disciplina, estas serão ministradas por dois professores simultaneamente.

Linhas de Pesquisa 1: Educação, Escola e Tecnologias

Linhas de Pesquisa 2: Linguagem e Práticas Sociais

Como prática sociocultural, a educação deixa marcas numa sociedade. Assim, as sociedades são fruto da sua cultura, a qual é constituída pelo desenvolvimento científico e tecnológico. Nestes termos, esta linha de pesquisa enfocará a educação empreendida em espaços acadêmicos e em outros espaços de produção e disseminação de saberes. As tecnologias, como produção cultural da humanidade, são mediadoras da aprendizagem continuada e, ao longo da vida, do processo de construção do conhecimento. Neste sentido, esta linha abrigará reflexões sobre as tecnologias, as mediações nas relações humanas e as políticas educacionais. Promoverá reflexões sobre a escola e a diversidade cultural, presente nela e na sociedade, nos diferentes tipos de educação, bem como dos processos educativos voltados à formação humana empreendidos em espaços formais e não formais de produção de conhecimento.

Esta linha propõe o estudo das múltiplas formas de manifestação sociocultural através de diferentes linguagens e em contextos históricos variados. Assim, considera como ponto forte de investigação os contextos em que ocorrem interações mediadas pelo discurso como prática social. Com o objetivo de desenvolver pesquisas que investiguem fenômenos linguístico-discursivos que se realizam em diferentes contextos sociais, com ênfase em ambientes educacionais, formais ou não, focaliza o estudo das práticas discursivas e interacionais em contextos históricos e socioculturais. Nessa perspectiva, a escola, enquanto local de identificação e (re)produção de discursos e outras práticas sociais expressas por diferentes linguagens, constitui-se em espaço de intervenção através da investigação e da prática docente

 

Fonte: PPG-IELT, 2018.