Estado de Goiás

NOTA DE REPÚDIO CONTRA AS AÇÕES DE CUNHO HOMOFÓBICO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS – UEG  

As/Os alunas/os do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias (PPG-IELT) da Universidade Estadual de Goiás (Câmpus Ciências Socioeconômicas e Humanas), vêm a público repudiar veementemente, as ações de pichações nos muros do Campus ETC da UEG – Anápolis, ocorridas no dia 30/10/2018.

As/Os alunas/os e demais colaboradores lotadas/os deste Campus, foram surpreendidas/os com frases que representam violência, preconceito e intolerância, caracterizando agressão verbal e psicológica a todo o Movimento Social LGBT+ e principalmente contra o ser humano, que tem o direito e a liberdade de conviver com suas particularidades e diferenças.

A violência com esse conteúdo nasce não do acaso, mas do forte sentimento de desprezo que a sociedade nutre pelos grupos minoritários (gays, lésbicas, negras/os, indígenas, moradoras/es de ruas, imigrantes, etc.), pois culturalmente, são vistos como desiguais e inferiores, tornando-se, ao longo da história, alvos frequentes daquelas/es que se sentem superiores.

As/Os alunas/os do referido programa, entendem que é só através da construção de um projeto de educação democrático e não heteronormativo, sexista, anti-racista, anti-classicista e laico é que poderemos iniciar um processo de mudança na sociedade. Além disso, acreditamos que essa mudança passa, também, pela nossa Instituição de Ensino Superior, onde se defende o direito à liberdade e à diversidade, buscando a conquista de um espaço de debates e reflexões para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária à todas e todos.

A atitude demonstrada em forma de pichação e ridicularização apenas reforça a homofobia que estava mascarada, demonstrando clara falta de conhecimento e crescimento como ser humano e sujeito pensante. Demonstra ainda, a sempre urgente necessidade de avançarmos em estudos e ações que dêem espaço e oportunidade de exercer seus direitos com respeito e dignidade.

Por fim, este programa, aqui representados por suas/seus alunas/os, entende que tais atitudes não atingem apenas a classe LGBT+, mas, que, irradia atingindo todas as classes, segmentos, instituições e espaços sociais. Assim convidamos vocês a fazerem parte da luta contra a homofobia e em defesa de mundo com mais igualdade, assinando abaixo:

 

Marielly Pereira da Silva Faria

Gilmara Barbosa de Jesus

Ana Carolina Fleury

Gabriel José da Silva Neto

Helen Cristina Dias da Silva Lemes

Geraldo Márcio da Silva

Ivo Monteiro de Queiroz

Achilles Alves de Oliveira

Fernando Henrique Ferreira Cardoso

José Henrique dos Santos Barbosa

Marcelo Maciel Ribeiro Filho

Ariane Peixoto Mendonça

Tatiane da Silva Carvalho Pereira

Rogério Gomes Pereira Júnior

Silvia Rodrigues Rosa

Paulo Veras

Bárbara Fernandes Barros

Lucimara Cristina Borges da Silva

Camilla Gomes Nascimento Borges

Clayton de Almeida

Beatriz Pita Stival

Notícia publicada em 05/11/2018